Pandemia as relações
0
Posted in Uncategorized
junho 21st, 2020

Pandemia e as relações

O Coronavírus chegou mais rápido do que podíamos imaginar, da mesma forma, nossas vidas mudaram do dia para a noite. Chegou a pandemia e como ficam as relações?

Entenda a pandemia e as relações

A sensação de estarmos presos e acoados está em todos os lados, mas precisamos seguir fortes durante esse período tão crítico.

A rotina de muitas relações era até então: trabalho, casa, trabalho, lazer de vez em quando.

E agora? Muito mais trabalho, mais casa,mais trabalho, mais trabalho, seja a rotina da casa e dos filhos.

Mantenham o diálogo

O diálogo antes presente ao final da noite ou nos finais de semana talvez era o tempo ideal para colocar a conversa em dia, agora talvez sobre tempo e isso também acaba fazendo, somado ao estresse da situação atual, que muitos casais acabem discutindo ao invés de terem um diálogo sadio.

Comigo também foi assim no começo, até as coisas se ajustarem.

Vou deixar 5 dicas para você começar ou manter o diálogo sadio em tempos de pandemia:

Prepare o momento de diálogo

Não é qualquer momento que vai servir para o diálogo de relacionamento, os homens odeiam muitas vezes falar sobre, pois em muitas situações a mudança precisa vir dele também.

Não vai adiantar dialogar quando chegarem em casa depois de um dia estressante de trabalho ou da rotina puxada de home office. Nesse caso certamente poderá terminar em discussão e não em um diálogo.

Escolha momentos em que ambos estiverem bem consigo mesmo. Um início de manhã ou final de noite é uma boa oportunidade.  

Prepare o momento, talvez um café a dois…

Simplesmente tome a decisão certa e siga em frente.

Quais serão os temas a conversar

Nem tudo são espinhos certo? Certamente algo positivo na relação de vocês existe ou já existiu, pode até ser que esteja esquecida mas existe.

Procure pensar antes no que vocês irão conversar, ou pelo menos, os assuntos que você pretende dialogar. Seja a rotina de casa, seja a rotina com os filhos, seja a saúde mental e física de vocês.

Não comece o diálogo sem saber onde você pretende chegar pois pode acabar em uma discussão daquelas entre vocês. Impossível em meio a pandemia e as relações já desgastadas não haver diálogo.

Alguns assuntos precisam de uma forte argumentação antes de serem introduzidos. Vamos dar o exemplo de finanças, não adianta começar a conversa sem antes saber a situação da conta bancária ou do cartão de crédito.

Por isso prepare o conhecimento básico da conversa, não precisa imprimir as contas e colocar na mesa na hora do jantar, mas prepare mentalmente alguns itens a serem conversados.

Como iniciar o diálogo

Como o assunto aqui é sexualidade, relacionamento e pandemia, vamos lá. Mudar a rotina atual da trabalho, eu mesma já precisei de muita paciência e empatia para mudar a minha rotina como mulher e como casal durante esse tempo.

Tudo começa com a cumplicidade e empatia do casal, saber se colocar no lugar do outro é o começo de tudo. Mas lembre-se, isso precisa ser original e dos dois lados. Não adianta a conclusão de que o casal precisa mudar quando isso é do entendimento de apenas um dos lados.

Como manter o diálogo ativo e sadio

O plano de ação sempre é a melhor forma de colocar o diálogo em prática. Não deixem de acompanhar o andamento, mesmo que mental dos desejos e de tudo que foi falado na conversa.

Coloquem em prática o quanto antes. Nos próximos dias teremos dicas para isso,fique tranquila.

Pergunte e também fale se você está gostando da forma como estão conduzindo a nova forma da relação de vocês. Isso ajuda a manter o que foi acordado entre vocês.

Usem a roda da vida

Uma boa forma de colocar o diálogo em prática de forma assertiva e produtiva é utilizar o mapa da vida, ou roda da vida, como muitos costumam chamar.

A roda da vida permite visualizar de forma ampla.

O exercício Roda da Vida ajuda na compreensão do que é importante para você e recuperar o equilíbrio entre essas esferas. Confira um passo a passo de como utilizá-la.

Com ela em mãos, é possível analisar problemas, elencar prioridades e traçar planos futuros para atingir melhor equilíbrio.

Você vai elencar notas de 0 a 10 para 8 aspectos da vida. Pontue a nota para cada aspecto logo abaixo. Acesse um modelo clicando aqui.

Depois disso priorizem quais áreas precisam melhorar ou manter. Isso ajuda na direção do relacionamento e ajuda no diálogo.

Mais 5 dicas de como usar o diálogo de forma assertiva depois de preenchida a roda da vida de cada um de vocês dois.

  1. Dê o espaço de cada um, não interrompendo a fala do parceiro(a)
  2. Inicie e termine a conversa brandamente sem alteração da voz.
  3. Não deixe a expressão corporal falar por você.
  4. Todo esse processo pode acabar ajudando a reconstruir ou manter a confiança de uma relação.
  5. Crie um ambiente propicio pós diálogo, nunca deixe de finalizar com a opinião de cada um deste processo.

Se pergunte qual o seu nível de diálogo entre vocês?

  • Nível baixo – não existe diálogo
  • Nível médio – existe diálogo mas sempre acaba em discussão
  • Nível alto – existe um diálogo saudável

Parceria: ela vai te ajudar a superar a crise e sair mais forte dela. 

É normal depois de anos de casados ou convívio juntos a relação esfriar, afinal, toda relação passa por diferentes fases.

O sonho do casamento perfeito pode sim se tornar realidade, mas engana-se quem acha que ter uma relação perfeita é o mundo ideal.

Uma relação sem momentos de dificuldade pode ser uma relação perigosa, você vai entender mais sobre isso adiante.

Toda relação pode começar da forma que você imaginou, mas ao longo do tempo ela pode esfriar e a necessidade de manter aquela empolgação e brilho dos olhos do começo é mais que necessário.

Eu vou ser sincera com você, tenho mais de 20 anos de relação, formei uma família, mas a jornada não foi fácil, de discussões fortes a uma quase separação. Hoje tenho orgulho do casal que nos tornamos e da família que ajudei a construir.

Você vai precisar ter muita empatia e paciência durante uma relação, principalmente depois de alguns anos, mas pode ter certeza que a experiência e a jornada serão recompensadoras.

  • Dentro de um casamento saudável não existe “o meu sonho” e, sim, “o nosso sonho”; “nosso objetivo” e, não, “meu objetivo”. Quando um dos cônjuges pensa somente em realizar seus objetivos, sem se importar com o que o outro pensa, certamente acabará sozinho (a).
  • Tirem proveitos das diferenças promovendo a melhor versão a dois.
  • Ergam-se diante das dificuldades, juntos, não deixe seu parceiro(a) sozinho em nenhuma situação.
  • Defina as tarefas de cada um nessa quarentena.
  • Defina a agenda da semana e colique isso em um quadro se possível.

Filhos em casa 24h e agora?

Talvez o assunto mais esperado dessa maratona de dicas.

Não está sendo fácil manter a rotina com os filhos em casa 24h não é? Escola, mais cuidados e até mesmo mais gastos, energia, alimentação e por aí vai…

Não adianta, se a rotina não for estipulada qualquer quarentena pode virar um pesadelo. Por isso é importante definir uma agenda a ser cumprida, mesmo que às vezes não dê certo, deve-se tentar.

Eu tenho 2 filhos, um de 7 e um pequeno de 1,5 ano; vou ser sincera não é fácil, mas às vezes é preciso sermos rígidos e colocar regras e horários para que a rotina a dois não seja ainda mais prejudicada.

Filhos dormindo no quarto do casal, e agora?

Não quero dizer eles nunca possam dormir no quarto do casal, mas nesse momento é o ideal para tentar coloca-los nos seus quartos, não precisa ser todo dia.

Tente criar um ambiente que seja dele, com os brinquedos dele e as coisas deles. O quarto do casal é o quarto do casal e não é parque de diversão das crianças, é o “parque” de vocês dois.

Como entretê-los para que não sintam sozinhos mesmo ao lado?

Tente criar atividades que os envolvam também nas tarefas como colocar a mesa, retirar a mesa, organizar os armários, levar o lixo. Faça eles se sentirem parte da solução e não do problema.

Sabemos das dificuldades financeiras atuais, por isso a importância de se brincar gastando pouco ou nada. As brincadeiras antigas, jogos de tabuleiro e brincadeiras ao ar livre em locais com pouca ou nada de movimentação são boas escolhas.

Imponha limites

Eles estão botando o terror, mas nem por isso devem ter a brincadeira de criança cortada 100% do tempo, deixe eles brincarem da forma que quiserem, desde que não coloquem a segurança em risco, por alguns momentos.

Imponha limites como tipos de brincadeiras ou ainda o que será usado na brincadeira

A psicóloga Cibele Marras, especialista em psicologia das emergências e desastres, que atua há 15 anos nesta área, destaca a importância do cuidado com a saúde mental neste período, e enumera algumas estratégias para que adultos e crianças atravessem esta fase com a maior leveza possível. “Mães e pais não deveriam se cobrar para ter a mesma produtividade que teriam se eles tivessem na empresa, sem ninguém atrapalhando. Isso não vai acontecer, de jeito algum.”

Como conseguir momentos de intimidade mesmo com filhos em casa 24h?

Tudo começa com a educação sexual desde crianças. A ideia da cegonha é linda até que eles descobrirem que é mentira.

As crianças e adolescentes precisam saber que os pais também namoram e precisam de um tempo a sós.

Como falei ontem, as crianças precisam ficar nos seus quartos para vocês saiam fortalecidos como casal dessa pandemia.

Os pais podem sim deixar as crianças em seu quarto, mas não todas as noites e não sempre.

Veja essa curiosidade que foi apresentado em 2018 em um evento da Pediatric Academic Societies: enquanto 90% dos pais de jovens entre 13-17 anos afirmaram que falam de sexo com seus filhos, apenas 39% dos adolescentes reportaram o mesmo. “Às vezes os pais falam o mínimo e têm a percepção de que cumpriram sua missão”, explica o educador sexual Marcos Ribeiro, autor de livros infantis como Sexo Não é Bicho-Papão!, Editora Zit. “As conversas devem acontecer no dia a dia e desde muito cedo.” A pedagoga Caroline Arcari compara com a educação no trânsito: “Quando as crianças ainda andam no colo e de mãos dadas com os pais, ensinamos que é preciso olhar o semáforo e atravessar na faixa porque queremos protegê-las. Então, por que não orientamos sobre sexualidade, dosando a linguagem e o conteúdo de acordo com a fase do seu desenvolvimento?”.

Mas as crianças não dormem cedo, o que eu faço?

Por favor, não pense em fazer elas dormirem nesse momento na casa dos avós.

Aproveite para criar a rotina de sono mais cedo, nem que seja um dia da semana para vocês poderem aproveitarem a dois.

Pode soar meio estranho vocês estarem tendo uma relação e desconfiarem que a crianças ainda está acordada. Com o tempo isso passa e ele também vai passar a entender que é hora de dormir.

Dicas de como manter a vida ativa dois mesmo na quarentena:

  • Usem o Dirty Talk (Frases picantes) quando estiverem a dois, isso ajuda a criar um clima perfeito para o final da noite.
  • Não necessariamente a penetração precisa ser sempre a prática de sexo. Uma massagem intima e o oral também ajudam nesses momentos.
  • Um banho juntos a dois também pode ajudar, afinal, uma bora hora para relaxar. Aproveite todos os cantos da casa: deixe o pudor de lado, vocês estão mais tempo juntos e isso pode ajudar para o casal entrar ainda mais no clima, uma rapidinha em locais não tão habituais também pode ser bem vinda.
  • Invistam ainda mais nas preliminares: pode começar na rede da sacada, na mesa ou ainda na cozinha. Aproveite e e faça disco um aliado.

Dica de livros sobre educação sexual para crianças:

Conheça 6 livros sobre educação sexual ideais para cada faixa etária

O novo normal

Muitos estão chamando o período pós pandemia de o novo normal.

Talvez realmente aconteça uma mudança brusca na forma como todos se relacionam daqui em diante, mas é preciso cautela.

O ser humano tende a esquecer rápido as coisas e isso pode afetar a relação e tudo voltar a ser como era antes.

Pode ser que as relações realmente nunca mais voltem a ser as mesmas, por isso a importância da adaptação de vocês dois ao “novo normal”, mesmo que esse seja temporário.

Os hábitos irão mudar e já estão mudando, a redução de custos, os impactos das crianças em casa, tudo isso vai perdurar por longo tempo.

Precisam ser resilientes para manterem a relação forte diante deste cenário que surgiu.

Vocês estão em casa mas não estão disponíveis um para o outro durante o tempo todo. Isso deve ser levado em consideração nesta nova rotina. Impossível vocês viverem 24h juntos e não ocorrer discussões. Vou deixar mais dicas para esse novo normal.

  • Saibam que isso tudo vai demorar, talvez mais do que as autoridades falem.
  • Coloquem a nova rotina como se fosse normal.
  • Coloquem o seu parceiro(a) em algumas situações em primeiro lugar e peçam que isso seja feito também por parte dele(a).
  • Sejam positivos em relação ao futuro, mesmo que as coisas deem errado agora, nada dura para sempre.
  • Lembrem-se que tem pessoas nesse momento em situação pior do que a de vocês
  •  Aproveite para se reinventar como pessoas e como casal.
  • Não force a barra, afinal, talvez vocês tenham mais tempo do que antes.
  •  Descubram novas formas de se curtirem a dois. Você sabia que o consumo de produtos eróticos cresceu mais de 50% no período da pandemia?

Uma tendência é a transformação de todas as relações e a forma como lidamos com as pessoas, mesmo as mais próximas.

Vamos deixar um exemplo. Você vai se sentir a vontade para sair a dois em uma balada concorrida, por exemplo, mesmo com as todas normas de segurança?

Vários estabelecimentos estão se adaptando para essa nova realidade, desde restaurantes a academias. As coisas podem não voltar ao normal tão cedo.

Isso também será levado a sua relação a dois. As saidinhas, o restaurante badalado, ou até mesmo aquele lanche no bairro pode não ser tão normal daqui em diante, por isso, acostumem-se a viver mais tempo juntos, mesmo depois que as autoridades liberarem o isolamento social.

Veja uma visão do setor de eventos. Após amargar altos prejuízos com cancelamento de pelo menos 50% das atividades só neste ano, o segmento trabalha com dois cenários: um mais positivo, com a vacina e a volta da convivência entre as pessoas, e outro, sem vacina, com maiores restrições e contingências como a redução da quantidade de pessoas em locais públicos. Nos dois cenários as perdas são grandes em todas as cerca de 50 mil empresas do setor. “O pior é trabalhar com a incerteza, sem saber quando será essa flexibilização”, afirma Doreni Caramori, presidente da Associação Brasileira dos Promotores de Eventos (Abrape).

O trabalho remoto tende a se estender por longos meses, mesmo quando liberado, não será em massa, mais uma vez, vocês irão passar mais tempo juntos.

Vou deixar mais dicas para viver esse “novo normal”:

  • Criem ambientes que relembrem os locais que vocês costumavam frequentar, isso mesmo, cabe até mesmo uma baladinha em casa no final de semana.
  • Invista em leituras de conteúdos que fortaleçam a relação de vocês dois. Nós liberamos vários ebooks para leitura, clique nesse link para acessar >> https://bit.ly/ebooks_liberados
  • Tenham pelo menos um dia na semana para ficarem juntos algumas horas.
  • Relembram as coisas boas do passado nesse período para ajudar a fortalecer a relação.
  • Façam planos pro futuro, nas situações difíceis é que surgem os grandes feitos.

Rituais para salvar a sua relação

Já foram tantas dicas bacanas aqui que as vezes parece até impossível imaginar mais dicas não é?

Mas podemos pensar sim, tem muitas outras ações que podem salvar a nossa relação durante a pandemia.

Existem diversas formas de fazer isso. Muitos dizem que a pandemia está sendo uma prova de fogo para muitas relações.

Realmente não é nada fácil. Terão dois perfis de relacionamentos pós crise.

As relações instáveis ou destruídas e  as relações fortalecidas.

Em qual delas você quer estar?

Antes de te dar mais dicas eu quero te fazer um alerta. A violência contra a mulher aumentou muito na pandemia. Se você está sendo vítima de violência, denuncie.

Vamos lá, mas como assim rituais para salvar a relação?

Bom, são pequenas ações para ser feito a dois que irão contribuir muito para fortalecer a relação.

  •  Preparem um café da manhã para cada um em dias separados.
  • Antes de dormir fale as coisas boas e ruins que vocês passaram durante o dia, isso ajuda a retirar um pouco do peso da situação atual.
  • Façam uma lista das coisas que iram fazer juntos quando a pandemia passar, isso ajuda a ver o futuro a dois de forma positiva.
  • Camiseta da invisibilidade: Cada um dos parceiros escolhe uma camiseta especial e combina com o outro que, quando estiver usando essa peça, deve ser ignorado, como se fosse invisível. Não olhe, fale ou pergunte nada nesse momento. É uma versão moderna de uma capa de invisibilidade e ajuda a construir uma distância saudável de maneira criativa.
  • Aproveitem para fazer algo que a muito tempo queriam fazer e não fariam por falta de tempo. Exemplo:
  •  Se tiverem filhos não faça de conta que eles não sabem o que está acontecendo. Eles sabem. Expliquem a situação e que isso tudo vai passar.
  •  Escolham 3 qualidades do seu parceiro e diga a ele porque você admira essa qualidade nele. Peça para ele fazer o mesmo com você.

Como fica o sexo na pandemia?

O medo de uma doença da qual um preservativo não protege, o stress, o teletrabalho, os filhos em casa, o isolamento social. De que forma se vive a sexualidade em tempos de coronavírus

Se até então o medo, principalmente para os solteiros eram as infecções sexualmente transmissíveis, agora o coronavírus também assombra. O pior disso é que o preservativo no seu bolso não vai te proteger dele.

Mas e agora, o que fazer?

Se para alguém inserido num casal, estes tempos causam dúvidas, para pessoas que não tenham uma relação estável e que recorram, frequentemente, a encontros casuais, o sexo tornou-se uma impossibilidade — ou, caso mantenha os encontros, um comportamento de elevado risco.

Tudo é novo, mas temos duas situações distintas:

As relações das pessoas que vivem juntas.
Relação dos solteiros.

Por isso vamos separar essas condições em duas realidades.

Casados

Para quem já vive juntos debaixo do mesmo teto, a situação talvez seja um pouco mais tranquila pois ambos vivem uma mesma rotina no cenário de pandemia, ou talvez parecidas. A saída ao ambiente externo é limitada e a chance de haver a prática do sexo é é maior.

Tá, mas posso continuar transando, mesmo diante da Pandemia? A resposta é sim. Se ambos já tomam as devidas medidas de isolamento social o contágio não irá apenas acontecer por causa do sexo, mas pelos demais simples contatos de rotina.

Mas vou deixar algumas dicas de como o sexo pode se tornar melhor diante da pandemia:

Vocês estão mais tempo juntos e como já falei as rapidinhas podem ser mais constantes, aquela sem esperar no intervalo do home office ou na madrugada pode ser bem mais gostosa.

Invistam em descobrir coisas novas, como uma massagem diferente ou ainda o uso de coisas que apimentem o momento a dois.

Dica Hot – use um colar de pérolas e gel especial para massagear o parceiro (ele também pode fazer na mulher).

Vocês podem ter até mais disposição para isso, talvez afinal, tenha sobrado tempo para assistirem um filme a dois por exemplo.

Ouçam contos eróticos a dois – acesse nosso canal .

Os brinquedos eróticos são ótimas opções para passar a Quarentena. A entrega é discreta. Os brinquedos para usar a sós serve tanto para mulheres como homens. 

O exibicionismo talvez seja uma das opções mais seguras mesmo com pessoas que já estão casadas.

Para os solteiros

Esses sofrem mais durante esse período, sem dúvidas. Os encontros devem ser totalmente evitados, sem exceção, as saidinhas estão quase raras ou totalmente inexistentes. Não teria que ser diferente.

O uso de brinquedos eróticos nunca esteve tão em frequente, por isso o uso de masturbadores ou até mesmo os vibradores estão em grande frequência.

O amor supera a quarentena

Eu sei que nem todas as dicas que passei até agora são possíveis de aplicar, mas espero
que você possa ter conseguido aplicar pelo menos alguma delas.

Amanhã será o último dia e vamos falar sobre o futuro das relações. Sim, muita coisa irá mudar de agora em diante.

Mas vamos ao tema de hoje. O amor supera a quarentena.

Não importa o tão difícil esteja sendo esse momento para você e sua família, mas queria te dizer uma coisa. Sejam fortes, tudo vai passar, uma hora vai passar.

Vou deixar algumas dicas de como facilitar esse processo:

  •  Demonstre o amor – fale sobre a importância de serem amorosos um com o outro.
  • Seja empática(o) – você nem sempre sabe o que pode estar se passando na cabeça do parceiro(a).
  • Seja paciente – todos estão tendo um dia muitas vezes bem difícil.
  • Não durmam brigado, pelo menos tentem – resolvam as questões antes de dormir.
  • Nunca generalize – apenas o casal sabe a quarentena que está vivendo.
  • Mostre apreciação – eleve as qualidades do seu parceiro(a).

Gostou do artigo? Deixe seu comentário. Na sua opinião como fica a questão da pandemia e as relações?

 

38 anos, casada e mãe. Acredito que toda mulher é Única, por isso criei a Eu Única. Estou sempre me reinventando. Aprendiz na área de sexualidade e relacionamentos.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*